Últimas Notícias

Loading...

Click e Confira

Visualizações

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Justiça reduz pena do ex-goleiro Bruno por sequestro de Eliza Samudio


A Justiça do Rio reduziu para 1 ano e 2 meses a pena do ex-goleiro Bruno no processo em que ele foi condenado em primeira instância a 4 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de sequestro, cárcere privado, lesão corporal, constrangimento ilegal e concurso material. A decisão foi tomada nesta terça-feira (14).

Como o ex-atleta já está preso há mais tempo, a Justiça considerou a pena extinta neste processo. Além do recurso da defesa do goleiro, a 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio também julgou, nesta terça, recurso da defesa de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e do Ministério Público do Rio de Janeiro. A pena de Macarrão também foi reduzida para 1 ano e dois meses, em regime aberto, e foi considerada extinta.

O processo refere-se aos crimes de sequestro, lesão corporal e ameaças que Eliza Samudio teria sofrido na época que engravidou do goleiro. Em 2009, a ex-namorada do atleta registrou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e disse que a intenção do goleiro e do Macarrão seria para obrigá-la a abortar um filho dele. Bruno ainda responde pelo desaparecimento de Eliza Samudio em processo que corre na Justiça de Minas Gerais.

Três homens são presos com arma ilegal


Ronaldo Frank foi preso na madrugada desta terça-feira (14) portando uma arma calibre 38, que seria supostamente usada para fazer arrastões na saída de uma casa de shows na avenida Augusto Montenegro em Belém.

Junto com ele estavam Wenderson de Lima Monteiro e Marcelo Silva, ambos de 19 anos, acusados de fazer parte do bando que iria concretizar os assaltos. Os acusados negaram participação.

A abordagem e apreensão foi feita por policiais da Ronda Tática Metropolitana, a Rotam, em uma situação de rotina. Segundo os militares um quarto acusado, José Ezequiel David, de 21 anos, foi baleado no pé após simular uma reação no momento da abordagem.

Os acusados foram encaminhados para a Seccional da Marambaia. O delegado de plantão disse que os homens responderão pelos crimes de porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

(DOL, com informações do repórter Isidoro Calixto, RBATV)


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Alunos de escola estadual interditam avenida


Alunos da Escola Estadual Deodoro de Mendonça interditaram a avenida José Malcher, no perímetro entre Alcindo Cacela e 14 de Março, por volta das 14h desta terça-feira (13), reclamando da falta de aulas nos turnos da tarde e noite. A via foi bloqueada com pedaços de troncos de árvores e o protesto acabou comprometendo o trânsito no local, o que gerou congestionamentos nas redondezas.

Um grupo formado por aproximadamente 50 alunos pedia nas faixas, cartazes e gritos em coro: “Queremos Aulas!” e "Reforma Já!". De acordo com estudantes do ensino médio e de cursos técnicos oferecidos na Escola Deodoro de Mendonça, desde o retorno das férias, as aulas estão irregulares, sendo constantemente canceladas por conta de problemas relacionados ao fornecimento de energia elétrica, afetando quem está matriculado nos turnos da tarde e da noite.

Foram cerca de 40 minutos de reivindicações por melhorias na instituição de ensino. Diante dos portões da escola trancados, os estudantes relatavam que além de problemas com a luz elétrica, também estariam enfrentando falta de água, falta de infraestrutura nas salas de aula, e até um princípio de incêndio já teria ocorrido recentemente.

Enquanto a pista estava fechada, o tráfego de veículos precisou ser desviado pela avenida Alcindo Cacela. Policiais Militares e homens da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) estiveram no local acompanhando o protesto, mas não houve nenhum tipo de confronto.

A manifestação teve fim quando uma comissão de alunos foi recebida pela direção do colégio para uma reunião a portas fechadas, que contou com a presença de uma representante da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). O trânsito já foi normalizado no local.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que enviou uma equipe para verificar a rede elétrica da escola Deodoro de Mendonça. A Seduc diz que vai solucionar o problema para que as aulas voltem ao normal e que a unidade de ensino será submetida a uma reforma geral, no valor de R$ 2,5, que já foi licitada. Segundo a nota, a reforma iniciará em setembro. (DOL)


Carta para suspeita de assassinato revela medo, diz grafólogo


As mensagens deixadas pela menina de 13 anos morta a socos por uma boxeadora, namorada da própria mãe, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, podem revelar detalhes da personalidade e dos sentimentos da jovem. A análise feita pelo grafólogo João Martins mostra que a garota mesclava sentimentos de inferioridade com desconfiança, medo e até ressentimento. Uma das cartas seria entregue para Ana Luiza Ferreira, mãe da vítima, e a outra para Elizabeth Fernandes dos Santos, suspeita de ser a assassina.

Ana Beatriz de Souza foi morta no último dia 15 de julho, dentro da própria casa, no Jardim Anhanguera. Além da mãe, que já está presa, Elizabeth e José Bento de Souza, ex-marido de Ana Luiza, também são suspeitos de participar do crime e estão foragidos. O corpo da menina foi encontrado na Rodovia Anchieta com várias fraturas e ferimentos pelo corpo, além de sinais de esganadura. Segundo o delegado responsável pelo caso, as cartas foram anexadas ao processo e provam que a garota não tinha um bom relacionamento com a família.

Na carta que seria entregue para a mãe, a jovem assassinada afirma não ser boa filha. Além disso, a menina explica para a mãe que o objetivo do documento não é fazê-la chorar. Segundo Martins, a análise foi feita tentando expressar ao máximo os sentimentos da criança no momento em que ela escreveu o bilhete, conservando detalhes como a linha de raciocínio e a linguagem. "Esse texto demonstra o sentimento de inferioridade da menina, com uma escrita pequena e estreita", explica o especialista em análise de escrita.

Em outro trecho do documento, a jovem escreve "ti amo muito mesmo não acreditando, sou sua filha mas as veses sinto como se fosse uma intrusa" (sic). Martins explica que novamente o sentimento de inferioridade vem à tona neste trecho. "Ela mistura o mesmo sentimento de inferioridade em relação ao momento, mas existem agora nuances, como no ínicio da frase em que diz "ti amo muito" com a escrita redonda que mostra amabilidade e bondade", conta.

Martins levanta ainda uma questão sobre o modo como a jovem grafa o nome da amante da mãe. "Esse trecho demonstra desconfiança, medo e ressentimento com a letra estreita e apertada e o T largo, além da letra B sinuosa quase se tornando ilegível, bem diferente de como ela escreve Luiz", explica.

Leia os bilhetes na íntegra
“Mãe, não sou uma boa filha, mas não estou fazendo essa carta para que você chore ou fique com pena, só quero que saiba que eu te amo muito. Mesmo não acreditando. Sou sua filha, mas às vezes sinto como se fosse uma intrusa nessa família. Mesmo assim te amo e gosto muito de você, da Beth e do Luiz. Desculpa por ser assim tão desobediente, é meu jeito”.

“Beth, sei que tenho te tratado muito mal, mas quero que saiba que não é porque não gosto de você, mas sinto que às vezes sou intrusa. Fico muito sozinha e estressada. Mas eu gosto muito de você e sei que sente saudade das suas filhas”.

O crime
A mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira, participou de uma reconstituição do assassinato da adolescente na última quarta-feira (8). De acordo com ela, o crime aconteceu quando um outro filho, de 7 anos, dormia em um quarto em frente ao local do assassinato. "Ela alegou que houve uma discussão muito forte entre a filha dela e a Elizabeth, que é namorada da Ana Luiza. A Elizabeth, que é boxeadora, teria agredido a filha dela com socos até a morte. Ela disse que tentou afastar a amante, mas não conseguiu. A reconstituição serviu para mostrar como a mãe foi omissa", explica o delegado Luiz Evandro Medeiros, responsável pelo caso.

Depois de ter visto a filha morta, Ana Luiza foi até o carro buscar um cobertor para esconder o cadáver. Durante a reconstituição, uma pequena fogueira foi encontrada nos fundos da casa com várias roupas queimadas e um anel. A polícia acredita que o trio pretendia enterrar a menina dentro da própria casa, ao invés de jogar o corpo na estrada.

Outra hipótese
Apesar da mãe da vítima alegar que o assassinato aconteceu por causa de uma briga familiar, a polícia trabalha com uma outra hipótese. "Nós temos testemunhas protegidas que garantem que o ex-marido dela é traficante e usava a mãe e a adolescente para transportar drogas. A menina teria perdido uma quantidade de entorpecentes, o que motivou uma cobrança dos mais velhos. A mãe e a Elizabeth resolveram se desfazer da criança para compensar a cobrança por parte dos traficantes", explica o delegado.

Cambistas fizeram a festa e enganaram torcedores


Os problemas das bilheterias do Baenão e dos ingressos falsos nas mãos dos cambistas voltaram à cena na partida do último domingo (12), entre Remo x Náutico-RR, valendo pelo Campeonato Brasileiro da Série D.

Alguns torcedores tiveram que voltar para casa, já que adquiriram ingressos falsos de cambistas. Segundo a Polícia Militar, apenas um homem foi detido na confusão portando seis ingressos falsos e R$ 635,00 no bolso.

Os torcedores azulinos que estavam na fila para comprar ingressos denunciam que os bilheteiros do Estádio do Baenão participam de esquema com os cambistas, facilitando a entrega de ingressos, com intuito de receber uma parte do dinheiro das vendas. Um dos motivos do esquema dos funcionários do Remo seria o atraso dos salários, já que apenas a comissão técnica do clube e os jogadores estão em dia com seus pagamentos.

O diretor de futebol do Clube do Remo, Albany Pontes, diz desconhecer o que se passa nas bilheterias do Baenão. “Se descobrimos que é funcionário do Remo, ele será punido, podendo até ir para a rua”, declarou o diretor.

(Fábio Relvas/DOL, com informações do Diário do Pará)

 


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Alepa vai instituir CPI da Celpa


Os parlamentares da bancada petista conseguiram as assinaturas necessárias para instalar na Assembléia Legislativa uma CPI para investigar as ações da Rede Celpa. O documento foi elaborado pela deputada Bernadete Ten Caten, que contou com o apoio do líder Zé Maria para articular a subscrição de parlamentares de outra legenda ao requerimento.

No regimento interno da Casa, consta que o próximo passo é o ato de constituição da comissão. “Agora vamos aguardar o presidente Manoel Pioneiro realizar a proporcionalidade para que os partidos indiquem os membros, A deputada Bernadete, como propositora, é membro nato”, explica Zé Maria.

No requerimento, a deputado Bernadete afirma que a Alepa já promoveu sessão especial. Convocou autoridades do Estado e da própria empresa, participou de audiências públicas, debateu com o Ministério Público e com representantes dos consumidores, com o objetivo de resolver a crise. “Mas nada do que foi feito resultou em solução favorável ao povo. Ao contrário, a crise se expande e cada vez mais grave, já que há ações ocultas que fogem do conhecimento público”, afirma a Bernadete.

Para o deputado Zé Maria, com essa crise, só o Poder Público e a sociedade têm sido prejudicado diretamente. Este último, inclusive, com o aumento da tarifa de energia elétrica em 13%. “Ou seja, o povo pagará pela incompetência e inoperância administrativa da Rede Celpa”, finaliza o líder petista.
Assinaram a proposição Zé Maria (PT), Alfredo Costa (PT), Carlos Bordalo (PT), Nélio Aguiar (PMN), Valdir Ganzer (PT), João Salame (PPS), Airton Faleiro (PT), Milton Zimmer (PT), Edílson Moura (PT), Eduardo Costa (PTB), Eliel Faustino (PR), Júnior Hage (PR), Bira Barbosa (PSDB), Alexandre Von (PSDB), Raimundo Santos (PEN) e Cássio Andrade (PSB).
(DOL com informações de assessoria)

Acidente deixa um ferido no Umarizal


Um automóvel Fiat Uno e uma motocicleta se chocaram ao nascer do dia de ontem, na confluência da avenida Alcindo Cacela com a rua Domingos Marreiros, bairro do Umarizal, em Belém. 
Desse acidente, saiu gravemente ferido o condutor da moto, Gaspar Augusto, 22 anos, que foi internado no hospital do PSM do Umarizal.
Segundo a condutora do Uno, Jacilene Carlos, ela apanhou uma amiga na rua Domingos Marreiros e deu partida, aproveitando que o semáforo estava verde para ela, quando ocorreu o choque.
Disse que o condutor da moto deixara uma passageira pela Alcindo Cacela e disparou em alta velocidade, sem se preocupar com o semáforo vermelho, e entrou no cruzamento, batendo na lateral do automóvel e seu corpo se projetando para o parabrisas, que foi quebrado com o impacto. 
Jacilene disse que logo telefonou para o 192, “chamando socorro, e uma ambulância em poucos minutos chegou ao local, atendendo a vítima”.
Ele pediu também perícia para o Ciop.
(Diário do Pará)

Mulher é atropelada na BR-316


Mais um acidente envolvendo um veículo de passeio foi registrado no quilômetro 6 da rodovia BR-316. Desta vez um carro modelo Citröen atingiu Iraceli Barbosa, de 27 anos, quando tentava atravessar a pista fora da faixa de pedestre.

Ela teve ferimentos no rosto e foi levada para o Hospital Metropolitano, mas sem risco de morte. Uma outra mulher que estava com ela conseguiu correr antes e escapar do acidente.

A condutora do carro, que foi levada para a Seccional Urbana da Cidade Nova, disse que não teve como evitar a batida porque a mulher teria atravessado em local proibido e por isso foi pega de surpresa.

A polícia isentou a condutora da culpa reconhecendo que o trecho é realmente perigoso e que os riscos aumentam mais ainda se a imprudência dos pedestres também for grande. O caso deve ser apurado através de inquérito.

O trecho onde ocorreu o acidente é o mesmo onde um motoqueiro foi atropelado e morreu na madrugada da última segunda-feira (6) após tentar fazer um retorno proibido. Dados da Polícia Rodoviária Federal apontam o trecho entre os quilometros 1 e 20 da BR-316, Região Metropolitana de Belém, como o mais violento do país.

O Ministério Público Federal do Pará tem entrado com várias ações na justiça cobrando do Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (DNIT) a reestruturação da rodovia para garantir a segurança de condutores e pedestres. 
(DOL, com informações do repórter Isidoro Calixto, RBATV)

Governador reúne com lideranças partidárias


O governador do estado Simão Jatene se reúne a partir de 9h no gabinete do Comando Geral da Polícia Militar (PM) com lideranças de todos os partidos representados na Assembléia Legislativa.

Na pauta da reunião está a apresentação das contas do governo e os investimentos previstos e realizados pela atual gestão. Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado, todos os partidos com representatividade na AL confirmaram a participação no encontro. Ainda na reunião, o governo pretende fortalecer o diálogo com as lideranças partidárias.

De acordo com a secretaria, o destaque dos investimentos serão para as áreas da Educação, Segurança e Saúde.

(DOL, com informações da Agência Pará)

Mulher é presa com arma calibre 32


Eliana Lima Guimarães foi presa portando ilegalmente arma de fogo no início da manhã desta quinta-feira(9), no quilômetro 45 da BR - 222,  no município de Dom Eliseu(PA),por policiais Rodoviários Federais, do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT).
Os agentes em ronda identificaram uma motocicleta transitando sem a placa de identificação e abordaram o veículo para uma revista. Com a mulher, eles encontraram um revólver calibre 32 marca INA, nº 141479 com um cartucho intacto. A suspeita afirmou  que estava transportando a arma a pedido do seu namorado .
Dada voz de prisão, Eliana foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil de Dom Eliseu para as providências legais.

(DOL com informações da PRF/Pa)